Epigrafia - As Pedras que Falam

Epigrafia As Pedras que Falam Pedras que falam E verdade Acotovelamo nos com elas diariamente h muitos anos sempre as mesmas e a que outras se acrescentam numa linguagem pensada sint tica a demandar futuros S o inscri es onde
  • Title: Epigrafia - As Pedras que Falam
  • Author: José d'Encarnação
  • ISBN: 9728704674
  • Page: 332
  • Format: Paperback
  • Pedras que falam.E verdade.Acotovelamo nos com elas diariamente, h muitos anos, sempre as mesmas e a que outras se acrescentam, numa linguagem pensada, sint tica, a demandar futuros S o inscri es onde o impl cito acaba, se pensarmos bem, a ser at mais importante do que o expl cito, os singelos dizeres que comportam Afinal, porque se p s aquele epit fio assim PorquPedras que falam.E verdade.Acotovelamo nos com elas diariamente, h muitos anos, sempre as mesmas e a que outras se acrescentam, numa linguagem pensada, sint tica, a demandar futuros S o inscri es onde o impl cito acaba, se pensarmos bem, a ser at mais importante do que o expl cito, os singelos dizeres que comportam Afinal, porque se p s aquele epit fio assim Porque se deu este nome a esta rua Porqu aquela placa comemorativa E diante de n s perpassam pessoas, factos, efem rides, estranhos instant neos da vida familiar, pol tica e social, retratados maravilha, por vezes, num primeira vista insignificante grafitoIsto estuda a Epigrafia Sobre tudo isso procura falar este livro Na expectativa de que cada um dos seus leitores saiba, depois de o ler, ver com muito maior acuidade o mundo que o rodeia.
    • [✓ Epigrafia - As Pedras que Falam || ê PDF Download by è José d'Encarnação]
      José d'Encarnação

    2 thoughts on “Epigrafia - As Pedras que Falam

    1. JOS D ENCARNA O nasceu em S Br s de Alportel, em 24 de Dezembro de 1944 Licenciado em Hist ria na Faculdade de Letras de Lisboa, em Janeiro de 1970 Em 1971 72, concluiu, no Museu Nacional de Arte Antiga Lisboa , o Curso de Conservador de Museus Nesse mesmo ano, completou tamb m o Curso de Ci ncias Pedag gicas, na Faculdade de Letras de Lisboa.Na Universidade de Coimbra, de que docente desde 1976, doutorou se em Hist ria, em 1984, na especialidade de Pr Hist ria e Arqueologia e Professor Catedr tico desde 1991 Tem a seu cargo a lecciona o de cadeiras no mbito da Hist ria Antiga e da Arqueologia Cl ssica, nomeadamente Hist ria da Antiguidade Cl ssica, Epigrafia e correspondentes Semin rios, tanto a n vel de licenciatura como de mestrado Lecciona ainda Patrim nio Cultural Mestrado de Museologia e Patrim nio Cultural e teve a seu cargo a cadeira de Comunica o Social no Curso de Especializa o em Assuntos Culturais no mbito das Autarquias.Como arque logo, tem sido respons vel, com Guilherme Cardoso, pelo estudo da villa romana de Freiria S Domingos de Rana, Cascais e pelo projecto de investiga o sobre a ocupa o romana naquele concelho Comiss rio cient fico do n cleo lapidar romano do Museu Municipal de Faro, a inaugurar em 2004 assim como da sec o romana do futuro Museu Municipal de Arqueologia de Cascais em colabora o com Guilherme Cardoso.Escreveu mais de tr s centenas de textos, de que adiante se referem alguns dos mais significativos do ponto de vista da sua especialidade Tem proferido in meras confer ncias, para os mais diversos p blicos, e j participou em cerca de uma centena de reuni es cient ficas, em Portugal e no estrangeiro, geralmente com comunica o.Como director do Instituto de Arqueologia 2002 2004 , dirigiu, por iner ncia do cargo, a revista Conimbriga Orienta igualmente a publica o do Ficheiro Epigr fico, suplemento daquela revista Integra o conselho redactorial ou consultivo de conceituadas revistas estrangeiras como o Archivo Espa ol de Arqueolog a Madrid , Pho nix Rio de Janeiro , Veleia Vit ria, Pa s Basco , Espacio, Tiempo y Forma Madrid , Akhros Melilla , Palaeohispanica Sarago a , Hispania Epigraphica Madrid , Salduie Sarago a Integra o Comit Cient fico da s rie Studia Lusitana, a editar pelo Museu Nacional de Arte Romano, de M rida.Jornalista, escreve na imprensa regional e integra, como realizador e apresentador de programas culturais, o Departamento de Informa o de CSB R dio, de Cascais, onde colabora semanalmente desde 1986.Foi agraciado, em Julho de 1994, com a medalha de m rito municipal de Cascais, e foi lhe atribu do pelo Rotary Club de Cascais Estoril o diploma de M rito Profissional Rot rio, a 31.10.2000 Nomeado, a 18 de Outubro de 2001, doutor honoris causa pela Universidade de Poitiers Fran a.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *